sábado, 5 de abril de 2014

Plano de Emergências

Podemos definir um Plano de Atendimento a Emergências, como um sistema de conjuntos de normas, regras e procedimentos, destinados a minimizar e/ou neutralizar os efeitos e impactos que possam vir a ocorrer devido a um evento indesejado provendo os recursos necessários, constituindo-se um instrumento preventivo e de gestão. Com um plano bem estruturado conseguimos limitar/controlar as consequências de um evento indesejado preparando e organizando os meios humanos e materiais necessários, para garantir a salvaguarda de pessoas, bens e seus impactos ao Meio Ambiente.
Antes de elaborarmos o plano devemos desenvolver o Manual, onde se devem compilar todas as informações em caso de ocorrência de emergência, aquelas que foram levantadas e são consideradas no plano. Basicamente um plano de atendimento a emergência deve atender a incêndios, situações de primeiros-socorros, vazamento e/ou derramamento de produtos químicos. A base para a elaboração de um plano de emergência deve ser pautada inicialmente nas IT's do Corpo de Bombeiros, NFPA, OSHAS, NBR ISO 14001, Defesa Civil, CETESB, entre outras referências.

Vamos ver o que algumas normas preconizam quanto a elaboração inicial do plano de emergência.

      Instrução Técnica 16 - Plano de Emergência Contra Incêndio do Corpo dos Bombeiros de São Paulo, nos orienta quanto as definições básicas para a elaboração do plano.
NFPA - National Fire Protection Associention 1600 Percorre diversos referenciais normativos e incluem seus requisitos, princípios de uma gestão de emergências nas organizações, sobretudo nas perspectivas da segurança de pessoas e bens, e da Proteção Ambiental. Descrevendo os requisitos mínimos para um sistema de gestão de emergência.
OHSAS 18001 que pode ser adotada por qualquer organização que deseja implementar um procedimento formal para redução dos riscos associados com saúde e segurança no ambiente de trabalho para os colaboradores, clientes e o público em geral e um dos seus itens são as diretrizes para a elaboração do plano de respostas em emergências.
ISO 14001 Meio Ambiente como a OSHAS pode ser implementada por qualquer organização preocupada com os seus Impactos ambientais e traz dentre seus principais itens a elaboração do plano de atendimento a emergências.


Os passos básicos para elaboração do Manual e Plano de Emergência podem ser:

1  Identificar os riscos;
2  Estabelecer cenários de acidentes para os riscos identificados;
3  Definir princípios, normas e regras de atuação diante dos possíveis cenários;
4  Organizar os meios de socorro e definir responsabilidades de cada um dos membros de atuação;
5   Prever e organizar o abandono da edificação e as intervenções.
6  Treinar em todos os cenários, através de exercícios de simulação.

Em uma de minhas postagens anteriores, há dicas sobre como identificar riscos. Temos que fazer uma análise de risco, classificar o evento, sua grandeza e a probabilidade de ocorrência.

Já levantamos os eventos e temos os cenários definidos, que podem ser:

1 Incêndio e Explosão;
2 Vazamento e/ou Derramamento de produtos perigosos;
3 Vazamento GLP;
4 Acidentes em Espaços Confinados;
5 Quedas de Altura;
6 Invasão e/ou sequestros;
7 Acidente em eletricidade;
8 Primeiros-Socorros.

Percebam que a lista pode ser extensa, por isso é de suma importância uma análise criteriosa dos possíveis cenários.

Agora vamos iniciar a elaboração do Manual de Atendimento a Emergência, que será nosso norte em qualquer ocorrência. Vamos ver quais são os itens que devem constar no Manual de Emergência?


1 Objetivo
2 Definições
3 Abrangência
4 Dados da Empresa
5 Mapa de Localização
6 Caracterizações das Unidades
7 Descrição das Instalações Circunvizinhas
8 Descrições dos Equipamentos Disponíveis
9 Organograma Brigada de Emergência
10 Grupo de Apoio Técnico      
11 Responsabilidades
12 Comunicação em Situação de Crise
13 Acionamento do Plano de Atendimento a Emergências
14 Comunicação da Emergência
15 Procedimento em Caso de Acionamento do Alarme de Emergência
16 Plano de Abandono
17 Croqui/Planta
18 Fluxograma Comunicação de Acidente com Ferimento        
19 Fluxograma de Acionamento e Controle Emergencial           
20 Pontos de Encontros          
21 Hospitais para Remoção e Atendimento Médico
22 Mapa/Rota de Hospitais
23 FISPQ – Ficha de Informação de Segurança Produto Químico
24 Treinamentos e Simulados  



Modelo de Croqui/Planta Baixa de Emergência



NFPA 1600 - Edition 2013


Manual de Planejamento de 
Emergências